CBN

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Empresas economizam até 60% na conta de energia com o uso de gás natural

Fonte: Ateliê da Notícia
contato@ateliedanoticia.com.br


Além das indústrias, empresas de serviços, como os hotéis, têm recorrido ao uso do gás natural para reduzir a conta de energia elétrica nos chamados horários de ponta, quando há maior demanda de consumo. Segundo Pedro Silva, gerente de cogeração, climatização e geração da Comgás, a diferença no valor do kilowatt-hora (kWh) gerado com gás natural (GN) em relação ao oferecido pela rede elétrica pode chegar a 60%.


Uma vez que a empresa já utiliza o gerador para economizar na conta nos horários de pico, passar a alimentar o sistema com um combustível mais barato que o diesel, por exemplo, assegura uma vantagem ainda maior. Só a relação entre o gás natural e o diesel já assegura uma economia de cerca de 20% aos empresários. Se comparado com o preço da energia elétrica em horário de ponta, a redução na conta fica muito mais favorável, já que o kilowatt-hora (kWh) da rede elétrica é cerca de 60% mais caro que o gerado a partir do gás natural.

Em Campinas, o Royal Palm Plaza Resort utiliza há dois anos, com sucesso, o gás natural para alimentar um gerador e garantir o fornecimento de energia para o estabelecimento com maior eficiência, economia e menor impacto ambiental.



O hotel campineiro, que converteu um gerador a diesel para o sistema diesel/gás natural, além de garantir economia diminuiu a emissão de poluentes com a queima do combustível fóssil. “No Royal Palm Plaza operamos com extrema eficiência há dois anos. Foi a nossa primeira aplicação de sucesso no Brasil”, destaca Roberto Barreto, gerente comercial da WS Controles, empresa responsável pela conversão do gerador para o sistema bicombustível e parceira da Comgás na implantação do sistema no grupo hoteleiro.
Outro ponto positivo na conversão de geradores é que o retorno financeiro ocorre rapidamente. “Clientes que utilizam motores acima de 300KVA, operando nos horários de ponta, conseguem o payback em menos de um ano e meio”, ressalta Barreto.

Energia a toda hora
Entre as vantagens de gerar a própria energia a partir do gás natural destaca-se o fato de que a empresa não corre o risco de uma eventual falta de combustível, uma vez que a distribuição é direta, sem o risco de interrupções. “O sistema, além de econômico e ecológico, é mais prático. Quem tem apenas o gerador a diesel precisa de um reservatório para o combustível e nem sempre ele está à disposição. Com o gás, o gerador pode ser operado continuamente, produzindo a própria energia da empresa, 24 horas por dia, sem interrupção”, destaca Roberto Barreto.

“É importante frisar que quem utiliza o gás natural para gerar energia fica em paralelismo com o grid elétrico, podendo utilizar a eletricidade de onde quiser e sem temer a falhas, queda e a falta do fornecimento”, completa Pedro Silva, da Comgás.

Geradores
Há alguns anos, devido os apagões ocorridos no sistema elétrico brasileiro, muitas empresas adquiriram geradores a diesel. Estima-se que há mais de 100 mil equipamentos em operação no Brasil, sendo que 40% trabalham para suprir as necessidades desses clientes nos chamados horários de pico. Comércio, indústria e até condomínios residenciais que utilizam o atual sistema a diesel (geradores de 200KVA a 10MVA) podem ser beneficiados com a conversão para o uso do gás natural.

Segundo Roberto Barreto, com a conversão, o gerador utiliza em seu funcionamento apenas um pequeno percentual de diesel (em torno de 30%, para a ignição do equipamento) e opera o restante do processo com gás natural, mais barato, ecologicamente correto e sem qualquer alteração no potencial energético do equipamento.

“O motor não sofre grandes alterações, o que também garante um custo reduzido para o cliente. O investimento na conversão pode variar de R$ 30 mil a R$ 150 mil, dependendo da potência do gerador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário